“A Polícia Federal está desacreditada internamente”, diz Protógenes ao defender reestruturação da PF 

Foto PF (2)
O deputado federal Delegado Protógenes criticou nesta terça-feira (16) as condições de trabalho na Polícia Federal e condenou os casos de assédio moral e de perseguição denunciados pelos policiais da corporação contra a cúpula da PF. “Há uma baixa estima por parte dos policias. Ninguém trabalha satisfeito na PF”, disse o deputado durante evento que celebrou a instauração da Frente Parlamentar de Apoio à Reestruturação da Polícia Federal, na Câmara dos Deputados.
 
Protógenes repudiou ainda, a rapidez com que são concluídos os processos administrativos abertos contra integrantes da Polícia Federal, em comparação com a morosidade nos inquéritos policias comuns. “Vi uma faixa interessante durante a manifestação dos policias civis de São Paulo, onde dizia: ‘Policias perseguidos e o bandido banqueiro Daniel Dantas protegido’. Só mesmo num país como o nosso em que existem esses protegidos institucionalmente pela PF”, atacou, lembrando o caso do banqueiro Daniel Dantas, preso e condenado durante a operação Satiagraha, mas solto por decisão do STF.
 
Com a instauração da Frente Parlamentar de Apoio à Reestruturação da Polícia Federal, os policiais federais, pedem apoio de deputados para promover melhorias nas condições de trabalho dentro da corporação, como plano de carreira e o fim de casos de perseguição. De acordo com a pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Policiais Federais, 30% dos agentes, escrivães e papiloscopistas já sofreram assédio moral. A federação também revela um alto índice de evasão dentro da PF. Segundo a pesquisa, cerca de 200 policias pedem exoneração de cargo, todos os anos.

Adicionar um comentário


Últimas Notícias

“SE O ESPINHO NOS E DADO NÃO PODEMOS MAIS CALAR”

  Parafraseando… ” SE O ESPINHO NOS E DADO NÃO PODEMOS MAIS CALAR” O jornalista Paulo Henrique Amorim hoje ...

Facebook
Twitter