Comissão Externa da Câmara dos Deputados investiga crime em fazenda de Daniel Dantas 

Comissão viajou para o Estado do Pará e descobriu crime de homicídio de um trabalhador rural na fazenda – Agropecuária Santa Bárbara que pertence ao Banqueiro Daniel Dantas

Por: Sarah Cândido

Imagem de Amostra do You Tube

No dia 18/09, o Deputado Delegado Protógenes (PCdoB – SP) relator da Comissão Externa da Câmara dos Deputados (CEXSAOFE), viajou com os demais membros da Comissão para o município de São Felix do Xingu, no Estado do Pará. Com a missão de investigar o desaparecimento do trabalhador rural, tratorista Welbert Cabral Costa, que se encontrava sumido desde o dia 24 de julho deste ano.

Welbert, tinha 24 anos e era funcionário da fazenda– Agropecuária Santa Bárbara, que pertence ao Banqueiro  Daniel Dantas e foi encontrado morto na Agropecuária, com um tiro na nuca. Depois de ter sido assassinado e torturado, seu corpo foi jogado no lago, apelidado de “Lagoa da Justiça”. Dois funcionários da fazenda foram presos, acusados de assassinato e ocultação de cadáver. Um deles confessou o crime e alegou legítima defesa.

Ao chegar ao município, a Comissão Externa começou imediatamente as investigações e iniciou as diligências, recolhendo informações com a família, vereadores e pessoas próximas do trabalhador. A irmã da vítima, Daiane Cabral Costa, informou que o crime teria ocorrido por conta de sua ida à fazenda para cobrar R$ 18 mil de dívidas trabalhistas. Welbert estaria insatisfeito e foi reivindicar seus direitos.

A Comissão Externa recebeu denúncias dos Sindicatos e da Pastoral da Terra sobre trabalhadores rurais desaparecidos e já pediu dados oficiais à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará. Um vereador do município de São Felix do Xingu, disse que muitos casos, como este, estão diretamente ligados à fazenda do Banqueiro Daniel Dantas.

2

Pedido de federalização foi entregue ao Ministro da Justiça Eduardo Cardozo

Na condição de Relator da Comissão, o Deputado Delegado Protógenes iniciou diligências e concluiu que a Justiça Comum do Estado do Pará e a Polícia Civil, não têm condições de chegarem aos mandantes do crime. Por isso, solicitou junto ao Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo que se faça a federalização destes delitos, para que outros supostos corpos que se encontram na propriedade do banqueiro, sejam resgatados.

 

 Imagem de Amostra do You Tube

About the author: Protógenes Queiroz

Advogado (desde 1984) Procurador-Geral Municipal- SG/RJ (1989/1992) Delegado de Polícia Federal (1998/2015) Deputado Federal ( 2011/2015) Professor Universitário (desde 1988)

3 Respostas para Comissão Externa da Câmara dos Deputados investiga crime em fazenda de Daniel Dantas

  1. GA.BRASIL

    realmente orrivel as denúncias, mas cabe a justiça faser sua parte.Ass.GA.BRASIL.pernambuco /Brasil..

     
  2. GA.BRASIL

    orrivel essa cituaçao de morte onde tantos perdem suas vidas de formas tão cruéis. mas quando for tudo apurado acredito que a nossa justiça não vai falhar com a fé em Deus acima de tudo.os culpados vão pagar e todos que chorão vão ter um consolo depois que a justiça for feita. não vai trazer os entes queridos de volta mas só de ver a justiça sendo feita

     
  3. GA.BRASIL

    orrivel essa cituaçao de morte onde tantos perdem suas vidas de formas tão cruéis. mas quando for tudo apurado acredito que a nossa justiça não vai falhar com a fé em Deus acima de tudo.os culpados vão pagar e todos que chorão vão ter um consolo depois que a justiça for feita. não vai trazer os entes queridos de volta mas só de ver a justiça sendo feita ass gabrasil80@gmail.com.

     

Adicionar um comentário


Últimas Notícias

“SE O ESPINHO NOS E DADO NÃO PODEMOS MAIS CALAR”

  Parafraseando… ” SE O ESPINHO NOS E DADO NÃO PODEMOS MAIS CALAR” O jornalista Paulo Henrique Amorim hoje ...

Facebook
Twitter