O último discurso que não foi permitido da Tribuna da Câmara dos Deputados 

  O último discurso que não foi permitido da Tribuna da Câmara CÂMARA DOS DEPUTADOS EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE,

O último discurso que não foi permitido da Tribuna da Câmara CÂMARA DOS DEPUTADOS EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE,

O último discurso que não foi permitido da Tribuna da Câmara
CÂMARA DOS DEPUTADOS
EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE,

Agradeço a Deus e a minha família, em especial ao meus filhos por terem suportado a dor e o sofrimento da perseguição.
Ao povo brasileiro, hoje será uma data registrada nos anais dessa Câmara dos Deputados e lembrada na história do Brasil. A República está ameaçada, a democracia foi traída, as instituições e os partidos políticos estão reféns de um sistema nocivo aos interesses nacionais por aqueles que deveriam dar exemplo.
Cheguei aqui no Parlamento pequenininho e pisando devagarinho. Vivi uma experiência de luta pela democracia e pelo Brasil de forma intensa e incansável como um cidadão da transformação e crédulo nas instituições. Fui um infante no combate a corrupção e infantil por acreditar no funcionamento das instituições para essa finalidade. Carregarei no coração e na alma grandes ensinamentos do parlamento, com lições de dignidade, sabedoria, honra e compromisso com o futuro da nação. Sigo meu caminho alinhado no retorno à minha atividade de fiscalização e controle de proteção do bem público na Instituição Policial até quando permitirem.
Do mandato de Deputado Federal que me impuseram a renúncia, deixo entre tantos projetos e instrumentos, para que dêem continuidade: o Projeto de Lei n 21/2011 30 anos de cadeia para corruptos e corruptores, o Projeto de Lei 1.079/2012 federalização de crimes contra jornalistas, a frente parlamentar de combate a corrupção e a defesa dos injustiçados, em especial quando houver ameaça de paz entre os povos causados por conflitos étnico e religioso.
Uma operação casada foi montada de forma não temer qualquer reação institucional, em razão do aparelhamento casuístico do Estado. A não continuidade do mandato de Deputado Federal pelas vias normais e uma condenação no Supremo Tribunal Federal, com pena de prisão, cassação do atual mandato de Deputado Federal e perda do cargo de Delegado de Polícia Federal, na última semana do segundo turno da eleição Presidencial, no dia 21 de outubro de 2014, em meio a tantos escândalos e vazamentos de outras operações da polícia federal, revelam o recado expresso dessa estrutura dominante no país.
A minha reeleição para Deputado Federal em São Paulo foi fraudada nas urnas eletrônicas, fato esse provado no exame do mapa eleitoral e testemunho de eleitores, exposto em uma votação sequenciada nas 645 cidades do Estado de São Paulo, a qual está sendo investigada no MPF/SP Procuradoria Regional Eleitoral.
E aqui deixo registrado que a empresa Modulo é uma das responsáveis pelas eleições de 2014. Tem seu Presidente Sergio Schiller Thomphson Flores, ex-integrante da empresa Kroll e do Grupo Opportunity, que foi alvo da Operação Chacal em 27 de outubro de 2004. Prossegui com a operação Satiagraha, resultando em condenação nas duas investigações, sendo a segunda com a condenação do banqueiro Daniel Dantas do Grupo Opportunity e outros, em 10 anos de cadeia por ter praticado crime de corrupção, multa de 12 milhões de reais e bloqueado de 3 bilhões de dólares, em paraísos fiscais.
O julgamento do STF a que fui submetido no dia 21 de outubro do corrente ano, presenciei e ouvi a Suprema Corte desrespeitar a lei e a Constituição da República, quando confirmou uma condenação suspeita, ilegal e arbitraria contra mim.
Esse julgamento do STF, em me condenar com a pena de prisão, perda do cargo de Delegado de Polícia Federal e cassação do mandato de Deputado Federal e perda dos direitos políticos por oito anos de votar e ser votado, banido da vida pública e privada, revela que a maior injustiça foi contra os pais, filhos e netos do Brasil, colocando em risco e dúvida o respeito e a crença nas Instituições de Estado pelas futuras gerações.
Ao ouvir o anúncio da minha injusta condenação da forma como foi conduzido o julgamento pela 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, com quórum mínimo de três Ministros, um sentimento de dor, silêncio e perda de crença nas instituições tomou conta desse cidadão, pai, Deputado Federal e servidor público, com mandato de Deputado Federal e funcional na Polícia Federal imaculado. Posso afirmar aos meus colegas Deputados(as) e colegas Servidores Públicos, em especial Policiais do Brasil, que é uma sensação muito ruim e não desejo para nenhum brasileiro(a). Mas não perdi a fé em Deus, o amor à família e o respeito ao povo brasileiro e ao Brasil.
Noticiada nacional e internacionalmente a decisão da Suprema Corte, recebi inúmeros gestos de solidariedade, da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, do PCdoB partido político que integro a bancada, da ABI – Associação Brasileira de Imprensa, entidades civis, estudantes, trabalhadores, jovens, pessoas comuns que mostraram a sua indignação e inconformismo com a perseguição.
A prevalecer essa decisão inconstitucional, ilegal e arbitrária do Supremo Tribunal Federal, abrimos um precedente para o crescimento da impunidade, em especial dos crimes praticados por corruptos e corruptores que desviam dinheiro público, em especial os presos e condenados por corrupção na Operação Satiagraha.
Aqui é a casa do povo brasileiro, casa de leis, casa da democracia, que fiscaliza e controla os Poderes da República, tem por dever zelar pelas leis e pela Constituição da República.
A Câmara dos Deputados e o Senado Federal se revestem em Poder histórico de ser os guardiões da democracia brasileira e resistir contra as opressões que ora se encontra a República. Analisamos aqui vários processos corretivos, consubstanciados em anistias de presos e perseguidos políticos, até nessa legislatura enfrentamos a perseguição contra policiais e bombeiros militares no Rio de Janeiro, punidos injustamente com prisões e perda do cargo, mas ao final o Congresso Nacional deu a resposta contra a opressão com aprovação de anistia dos policiais e bombeiros militares.
O legado do nosso mandato de Deputado Federal não precisa ser exposto na Tribuna do povo, basta um singelo exame nos anais dessa casa e estará exposto o mandato voltado para o povo brasileiro e para o Brasil, destacando a frente parlamentar mista de combate ao Crack que durante a presidência desse instrumento importante, além de receber maciçamente o apoio da classe artística conseguimos unir várias ações entre a União, Estados e Municípios.
Dentre outras ações participei de varias comissões externas, tais como: Caso Chevron (vazamento de óleo da bacia de Campos); caso Lago Justa Causa (mortes de trabalhadores na Fazenda no Estado do Pará de propriedade do Banqueiro Daniel Dantas) ;
Ademais, fui autor de várias Comissões Parlamentares de Inquéritos, em especial: A CPI da Privataria Tucana e CPI do Cachoeira.
Se não conseguimos realizar mais ações é porque fomos impedidos por esse sistema corrupto e dominante no país.
A Constituição do país é muito mais do que um texto. Representa as características culturais, políticas e históricas de um povo que pretende se desinfectar do vírus da corrupção, absolutamente ignorado por uma aristocracia elitista, que opera nos escombros da ditadura pelo instrumento tecnicista da mutação constitucional contra os avanços da nossa sociedade.
Muitos falam do Congresso Nacional, mas vejo que em alguns seguimentos do Poder Judiciário existe um muro que separa o próprio poder do povo para além da razão, conquanto tão somente ideológico.
Sinto em deixar o Parlamento, para dar espaço à corrupção, por pressões de ameaças que me levaram à perda familiar e à descrença nas Instituições de Estado, em uma falsa democracia, com atores invisíveis e difíceis de identificar, pois estão travestidos de uma tutela social, financiada pelos desvios de dinheiro público e pela miséria do povo brasileiro.
Diante da verdadeira realidade exposta publicamente, ao longos desses quatro anos na Câmara dos Deputados, o meu muito obrigado ao povo brasileiro e até breve.

Muito obrigado, e até breve.

Muito obrigado, e até breve.

About the author: Protógenes Queiroz

Advogado (desde 1984) Procurador-Geral Municipal- SG/RJ (1989/1992) Delegado de Polícia Federal (1998/2015) Deputado Federal ( 2011/2015) Professor Universitário (desde 1988)

27 Respostas para O último discurso que não foi permitido da Tribuna da Câmara dos Deputados

  1. Tamara Cardoso André

    Prezado Sr. Protógenes Queiroz
    Li seu livro “Operação Satiagraha” e admiro muito seu trabalho. Realmente é preciso crer em Deus, pois nas instituições não é mais possível crer.
    Coordeno um programa de mestrado em ensino e estudo políticas de alfabetização. Nos meus livros e artigos, critico as políticas educacionais do governo atual, que aparentam serem democráticas mas, na prática, servem para abstrair o direito à educação, restringir o acesso à leitura e à escrita e favorecer os empresários da educação. Ou seja, se por mecanismos legais já conseguem solapar os direitos do povo e favorecer oligarquias, fico imaginando isso somado à corrupção, que o senhor brilhantemente denuncia. O trabalho é insano e a missão de apenas fazer com que nossos impostos retornem para nós sob a forma de educação, saúde e dignidade, me parece, é impossível. A lei defende Maluf, não vai nos defender.
    Acredito apenas na pesquisa científica e nos livros, que eternizam nossas palavras e podem profetizar um mundo melhor.
    Força na sua jornada, pois sua missão é para as próximas gerações, esta está perdida, cabendo a nós a inglória tarefa da mera denúncia.
    Tamara Cardoso André

     
  2. Hermes Batista Milani

    “O crime do rico a lei encobre
    O estado esmaga o oprimido
    Não há direito para o pobre
    Ao rico tudo é permitido”.
    >–>
    Estrofe da Internacional Socialista.

     
  3. Bruno Henrique

    Caríssimo Protógenes,
    Tenho como livro de cabeceira a bíblia. Ela me ensina, me consola, me orienta. Graças ao afastamento das preciosas liçoes deste livro o mundo está como o vemos hoje e a cada momento mergulha mais no caos.
    Quanto ao seu manifesto, de maneira respeitosa tomo a liberdade de lembrar o que aprendi com a biblia: ” . . . tudo o que o homem semear isto também ele ceifará.” A lei da semeadura é inexorável e de nossa exclusiva responsabilidade. Tudo que vivencio no meu dia a dia é uma colheita do que semeei. Vc, acredito, semeou tudo o que agora lhe acomete. Lembro das prisões de pessoas indefesas sendo algemadas e retiradas de casa ainda de pijama. Lembro de escritórios de advocacia sendo alvo de busca e apreensão e depois do alarde da mídia ao que parece que não era nada que merecesse tamanha exposição de pessoas. Lembro da honra das pessoas sendo sacrificadas por holofotes que ao mesmo tempo tentavam te promover. Lembro de tudo isto e agora vejo que tudo que plantou parece ter sido regado pelas lágrimas de pessoas que foram “justiçadas”. Agora não é o momento de acusar sistema, pessoas ou o quer que seja. É hora de se recolher e colher todos os frutos de suas ações. Sua derrota neste momento deve ser interpretada como uma vitória da humildade. É uma vitória da democracia, da liberdade, dos princípios de direito . Enfim, uma vítória da Justiça. Pela sua forma de ação e de posicionamento penso que vc não acredita no D’us Supremo. O que tenho a lhe dizer é que quando você atingiu inocentes, ainda que “em nome do bom nome” do bem estar da coisa pública, vc atingiu a menina dos olhos de D’us. D’us é justiça e sua ação é certeira. Por fim, sugiro-lhe deixar de ser “justiceiro” e buscar a ser justo. Ser justo não à luz do direito que é obra humana, mas justo dentro dos preceitos maiores que é a própria justiça. Busque o perdão de todas as pessoas que vc execrou ou contribuiu para serem execradas injustamente (se é que alguém pode, por mão humana, ser execrado justamente) e experimente o quanto é prazeroso ser perdoado e também de excelso prazer dar a estas pessoas a oportunidade de perdoarem. Creio que os Ministros do STF, dentro da imperfeição que são peculiares a eles, apenas fizeram transparecer o que os justos (não os justiceiros, como os que vivem a te tecer elogios) percebiam quanto às suas ações. Ainda que vc não acredite em D’us, faça um desafio a Ele dizendo que, caso ele de fato exista, se manifeste a vc. Dê a ele esta oportunidade. Faça isto despojado da sensação de vítima, mas imbuído de um espírito contrito e arrependido. Você terá a mais sensacional de todas as experiências. Será uma experiência como jamais teve. Chame para si a responsabilidade por tudo que lhe acomete no momento e busque nEle a sabedoria e a paz de espírito que ele a todos dá. Me desculpe pela forma direta (e talvez dura) com que me dirijo a vc, pois as pessoas que te bajulavam e te aplaudiam equivocadas ou levianamente, preferiam falar o que vc preferia ouvir e não necessariamente o que vc efetivamente precisava ouvir. Estas pessoas contribuiram em muito para seu impulso em semear o que agora amargamente está a colher. Seu potencial e suas qualidades são óbvias (nem precisam serem ditas aqui), mas são e serão insuficientes se sua justiça não for praticada com compaixão. Eu e as milhares de pessoas que te conhecem sao sabedoras de seu potencial e de sua boa fé, motivo pelo qual estarei orando e clamando a D’us por vc. Embora não me conheça, tenha em mim um amigo de quem ouve, não necessariamente o que quer, mas o que precisa. Que D’us o abençõe grandemente ! Um abraço!

     
  4. edilamar almeida

    É SIMPLISMENTE LAMENTAVEL.MAS ESPERO QUE O SR. Dê A VOLTA POR CIMA E SEJA FEITA A JUSTIÇA.CONTINUE CONTANDO COM O MEU APOIO SEMPRE.

     
  5. José Edson de Vasconcelos

    PARABÉNS, DELEGADO PROTÓGENES!
    Lamentavelmente nossa grande mídia mercenária, prostituída pelos concentradores de renda, não cumpre o dever de informar e não respeita nosso direito de sermos informados; apenas manipula e distorce os fatos, mas a luta continua.
    Estabilidade no emprego dos profissionais de comunicação social pode ser boa parte da solução.

     
  6. Sonia Baptista

    Lamento o q ocorreu com o sr. Delegado Protogenes. Sou solidária.

     
  7. afonso

    Ao ler um conteúdo como esse e não ser compartilhado com a nação Brasileira, fica o vazio de um mundo desconhecido.

     
  8. Claudia Patricio de Castro

    Não há mais palavras para descrever o Brasil, apenas lamentar, nas mãos de quem, ele está… Do alto escalão da CRIMINALIDADE, de CORRUPTOS, MANIPULADORES. Aqui o decente é condenado por ter caráter.

     
  9. Irineu

    Protógenes ,
    Votei em você de forma supertranquila pois acompanhei seu trabalho como delegado da policia federal.
    “Embora tenha privilegiado a Globo no momento da prisão para sensacionalizar como furo de reportagem”
    Temos agora a pior câmara dos deputados conforme fonte de analises.
    Uma câmara alinhada a grandes empresas ,empresários e meios de comunicação.
    Vide apoio explicito da mídia ao Eduardo Cunha.
    E há varias citações de corrupção contra o mesmo.
    Protógenes, não sei se estou errado, mas ainda acredito na Dilma, pois é estadista e compromissada com a nação , mas infelizmente esta na mão desses “canalhas” que farão da câmara um plenário das trevas.
    Há uma tremenda armadilha contra ela e você sabe que há.
    observe que a mídia , empresas ,empresários perseguem políticos do PT, PC do B
    Ou seja partidos mais engajados com o social.
    Creio que esta acompanhado essas investigações seletivas e parciais
    Pois políticos de outros partidos não são citados e a mídia nada fala, é um conchavo tremendo.
    ____________
    Creio que estão contra a Dilma porque ela propôs reforma politica e democratização da mídia.
    Agora percebeu o motivo da mídia esta assim, atacando.

    Abraços!
    Força
    Irineu

     
  10. JUSTINO CARLOS FERREIRA

    É COM GRANDE PESAR QUE TOMO CONHECIMENTO DESSE EPISÓDIO, NO BRASIL É ASSIM QUANDO SURGE UMA ESPERANÇA PARA O POVO´RAPIDAMENTE A MÁFIA CONSEGUE NEUTRALIZÁ-LO. PARABÉNS DELEGADO PROTÓGINES PELO GRANDE HOMEM QUE É VOCÊ. A HISTÓRIA SE ENCARREGARÁ DE HONRAR O SEU NOME.

     
  11. Miriam Rose Blum

    Uma pena mesmo o senhor ter saído. Restam poucos lá que se salvam. Mas, continue sua luta. Contribua com seu conhecimento ao seu partido . Não saia da mídia. Sua opinião tem muita credibilidade. Boa sorte. Deus te abençoe.

     
  12. Djalma Gonçalves Avante

    Bom dia dr. o senhor foi em busca da democracia fortalecida,mas veja que parodoxo,perdeu seus direitos,estamos em um sistema onde apenas os corruptos sobrevivem.Boa sorte, e com certeza tera meu apoio para o que der e vier.Abr.

     
  13. Rogério Luiz Cavalcante

    Prezado delegado Protógenes a corrupção é um câncer que assola esse País e precisamos

     
  14. Rogério Luiz Cavalcante

    Prezado delegado Protógenes a corrupção é um câncer que assola esse País e precisamos extirpar a corrupção da sociedade brasileira com Leis mais duras. Parabéns pela sua luta em combater a corrupção no Brasil, porque essa é a luta de todos nós. Um grande abraço!!!

     
  15. Arthur Peres

    Deixei, querido amigo que não conheço pessoalmente, uma mensagem no FB, exaltando sua contribuição ao pais e contra a classe dominante podre e insensivel que luta diariamente contra o próprio povo. O STF envergonha a nação ao proteger bandidos como aqueles que voce descobriu da Satiagraha e condena voce por lutar pela justiça e o Brasil. Sinta-se honrado por ser condenado por esses juizes – pobres almas – que defendem diariamente a elite endinheirada e condenam personalidades como voce que, com honra e dignidade anseiam por um pais mais justo e fraterno. Voce me representa!!!

     
  16. Felipe Amaro Rodrigues

    Bom Amigo,

    Vou te chamar assim porque te considero com tal, apesar de vc mal saber quem eu sou, so tive 2 contatos com vc, um foi no sindicatos dos urbanitarisos em Belém do Pará na ocasião do lançamento do livro a privataria e outro foi eu outubro no aeroporto de Brasilia quando o abordei ( assunto radios comunitarias), nessa ultima o Sr esta com o então eleito deputado Benevenuto.
    Bom vamos la rapaz nem sei o que dizer para vc estou pra la de puto com toda essa história do Dantas e sua situação, li seu livro operação satiagraha. Sei exatmente o que vc esta passando, e fico muito chateado por tudo , 1) pela situação em si um mala daqueles sair de boa nessa história,
    2 ) Por vc amigo não deixe isso te destruir, vc é talentoso e respeitado, mais uma vez lhe digo não deixe essa história toda te destruir, pois é isso que esses malas querem, tem muita gente que te admira e respeita e torcem por vc, nunca esqueça disso, vc é referencia, o importante e achar o caminho.
    Forte Abraço Felipe Amaro Rodrigues
    P.S se precisar de qualquer coisa aqui em Brasilia e so falar meu tel é 8173 0735

     
    • Protógenes

      Boa noite caro Felipe,
      Sou grato pelas suas palavras que nesse momento me encheram de energia para lutar contra esses bandidos!
      Vamos manter contato no 11 99610-6588(whatsapp).

       
  17. Levi celso Wagner

    Valha-nos Deus. Estamos perdidos. Tá tudo dominado….

     
  18. Waldyr Inglez Filho

    Discurso de um cidadão que teimou em ser honesto!

     
  19. Noêmia Machado

    Parabéns a esse VERDADEIRO BRASILEIRO E POLÍTICO , como todos os eleitos pelo povo deveriam ser,Íntegros , verdadeiros , comprometidos com aquilo que o seu eleitorado espera dele . Se eu fosse eleitora em seu Estado,teria meu voto sempre,para qualquer cargo com certeza. Você me representa.

     
  20. Antonio Carlos

    É A MESMA COISA QUE VOCÊ ENTRAR NO INFERNO E QUERER APAGAR O FOGO.

     
  21. Antonio Carlos

    É A MESMA COISA QUE VOCÊ ENTRAR NO INFERNO E QUERER EVANGELIZAR AQUELE CIDADÃO.

     
  22. Marco Antonio dos Santos Araujo

    Prezado Delegado da Policia Federal Dr Protogenes,boa tarde!

    Presto o meu apoio e muito mais do que icom isso, com as minhas Orações para que nada de mal alcance a sua vida e de seu familiares.

    Isaías 54:17-Não Prosperará nenhuma arma forjada contra ti.

    Que DEUS te abençoe.

    Marco Antonio

     
  23. Maria Aparecida Maciel

    Continue, deputado. Precisamos de você.

     
  24. Paulo Sousa

    Prezado Dr. Protógenes,

    Solidarizo-me com o senhor que considero uma pessoa bem intencionada e por isso o votei por duas vezes a Deputado Federal.
    O povo brasileiro está continuamente sendo traído por uma falsa “justiça”, aquela que persegue e difama os homens de bem, mas não desanime pois o “mal nunca prevalecerá”.
    Aguardamos seu retorno tão logo a verdadeira Justiça seja restabelecida nesse Brasil.

     
  25. Marcelo de Montalvao

    Kroll x PT: “Notória Especialização” do Projeto Tóquio ou Retaliação da Operação Chacal?

    Leia mais em
    http://1.bp.blogspot.com/-7Vb8EvhbWZg/VRsUD2q7FwI/AAAAAAAAAVo/zdKjxbCaTNs/s1600/Artigo.jpg

     

Adicionar um comentário


Últimas Notícias

Dep. Federal Cabo Daciolo denuncia fraude nas urnas eletrônicas.

FRAUDE NAS URNAS ELETRÔNICAS ANISTIA AO DELEGADO DA POLÍCIA FEDERAL, PROTÓGENES QUEIROZ. “…Não há nada escondido que não venha ...

Manifestação em apoio a Protógenes Queiroz

Manifestação em apoio a Protógenes Queiroz Dia: 17/02/2018 às 09h. Local: Viaduto do Chá, São Paulo – SP. Juntos ...

Grupo usa o carnaval para pedir a volta de Protogenes

Admirado por sua trajetória no combate ao crime organizado, o ex-delegado federal Protogenes Queiroz se transformou no ícone de ...

Facebook
Twitter